Se você indaga o que acontece quando um ente querido morre (Guia do coração partido)

Abiaxo, um trecho do livro "Guia do coração partido", de Lodro Rinzler

Serei o primeiro a admitir que não sei nada sobre o que acontece depois da morte. A morte eu conheço bem. Uma porcentagem significativa de seres que amei já morreu. Estou escrevendo esta seção específica do livro um dia depois da minha amada cachorra ter morrido. Estou aqui sentado, processando, e a pergunta que surge, uma que não sei responder, é: o que acontece com ela agora?

Não sei. Eu deveria seguir a linha do partido budista e dizer que ela vai renascer em um dos seis reinos da existência: o reino dos deuses, dos deuses invejosos, dos humanos, ou pode se tornar um animal de novo, ou sofrer como um fantasma faminto, ou acabar nos reinos infernais. Se esses reinos existem, espero que ela possa renascer como um humano e praticar o Dharma. Dizem que esse é o melhor lugar para renascer porque os humanos podem usar a mente para trabalhar rumo à iluminação, e com isso libertar-se do ciclo contínuo de sofrimento. Mas não sei ao certo se esses reinos existem porque só vi o reino humano e o reino animal. Aqui está o que eu sei:

Minha cachorra viveu uma vida boa.

Aproveitamos bastante o nosso tempo juntos.

Ela sabia que era amada.

De algum modo, mesmo em meio a essa dor e pesar incríveis, isso me conforta. Se você perdeu alguém amado recentemente, encorajo-o a refletir sobre essas três coisas. Se pode afirmá-las, essa é uma boa morte, na minha opinião.

0 comentários

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Próximo

·

Presos no mundo conceitual (trecho do livro "Buda rebelde")